como escolher uma graduação

Não sabe qual profissão escolher? A gente te ajuda!

Robson Ribeiro

São tantas opções que realmente pode ser difícil saber qual profissão escolher. O que se deve levar em conta realmente nesta decisão? Como saber se esse é o melhor caminho? Milhares de perguntas tão comuns a tantos estudantes, só que as respostas, muitas vezes, podem não ser tão óbvias assim.

A dúvida sobre a profissão é natural, uma vez que longos anos serão dedicados à carreira, portanto, essa é uma questão decisiva. Mas não é preciso sofrer com tanta ansiedade, existem algumas estratégias bem simples para identificar o seu perfil profissional.

qual curso fazer

Invista em autoconhecimento

Essa talvez seja uma das partes mais importantes do processo. Não há como descobrir qual profissão escolher sem saber quem você é primeiro. Isso vai muito além de identificar os seus hábitos e preferências. É reconhecer o seu comportamento diante das mais diversas situações, as suas perspectivas de futuro e características sociais, por exemplo.

Há várias formas de praticar o autoconhecimento, como meditação, mindfulness e terapia. O teste das 16 personalidades pode ajudar a identificar o seu tipo de perfil psicológico, o que é um grande passo neste percurso. 

Faça um teste vocacional

O teste vocacional, na verdade, pode ser considerado também mais uma etapa do autoconhecimento. Apesar de ser mais focada no lado profissional, a análise aborda também as características pessoais para conseguir delinear um perfil.

No fim da sessão, o responsável pelo teste indica as carreiras ou campos de atuação que mais têm a ver com a personalidade em questão. O resultado deve funcionar como orientação e não como veredito para quem quer saber como escolher uma profissão.

Pesquise o campo profissional

Quando você souber que área (ou que áreas) considera seguir, investigue. Não se deixe levar apenas por informações superficiais. Pesquise sobre salários, empregabilidade, certificações, perspectivas para a carreira, impactos da crise e todas as possibilidades do mercado de trabalho.

Se possível, fale com profissionais e participe de eventos do setor para entender a dinâmica. Vale a pena tentar algum estágio ou mesmo voluntariado para adquirir experiência e ver como as coisas funcionam na prática. Essa é a melhor forma de não criar falsas expectativas. Faça a escolha por você!

É comum  muitos pré-vestibulandos optarem por faculdades que não gostam realmente apenas para satisfazer uma vontade da família ou ceder a pressões sociais. Por mais que esses fatores possam pesar na decisão final, tomá-la baseada apenas nisso é um erro. 

Quem vai enfrentar 4, 5, 6 anos de curso não é a família e muito menos a sociedade. Esse futuro profissional vai ter de lidar todos os dias com aquilo por muito tempo. Por isso, é melhor ser algo que ele goste verdadeiramente.

Seja em que setor decidir atuar ou qual profissão escolher, esse caminho começa a ser trilhado muito antes de você entrar no mercado de trabalho. Já deu mais um passo hoje em direção ao seu futuro?

Como montar uma rotina de estudos eficiente?

Assine nosso blog

Assine !

Mais Posts