preparação para medicina

Saiba tudo sobre a faculdade de Medicina com o Poliedro!

Robson Ribeiro

Alunos que desejam ingressar em Medicina já ficam apreensivos desde a preparação para o vestibular. Os desafios vão da grande concorrência para o ingresso na graduação à longa jornada de estudo.

No entanto, todo esse esforço fica pequeno diante da concretização de trabalhar com aquilo que se gosta. E para afastar qualquer possibilidade de insatisfação com a profissão, o estudante deve começar a sua jornada na área da saúde buscando entender tudo sobre a faculdade de Medicina.

Vem com a gente!

curso de medicina

Antes

Entrar no curso mais disputado do país requer uma preparação consistente. E ela deve levar em conta a instituição em que o estudante deseja ingressar, já que cada faculdade utiliza de maneira específica a nota do Enem e vestibular.

A dica, então, é focar em um exame e estudar de acordo com que o edital pede, contando com a ajuda de cursinhos que possuem planos de estudo específicos para cada vestibular, como Fuvest, Unicamp, Unifesp e Unesp.

Durante

A faculdade de Medicina possui duração mínima de 6 anos.

Os primeiros dois anos de curso compreendem as matérias de Medicina dedicadas ao entendimento do funcionamento do corpo humano. São disciplinas comumente teóricas, a base para as que aparecerão futuramente no curso. São exemplos dessas matérias: Biologia Celular, Histologia, Bioquímica, Anatomia, Fisiologia e Microbiologia.

Na sequência a novidade são as disciplinas voltadas para construção de competências, como o diagnóstico e a prática cirúrgica. Elas colocam o estudante em contato com casos reais, em ambientes como ambulatórios e enfermarias.

Nos anos finais do curso as atividades são desenvolvidas em regime de estágio, com rodízio nas principais especialidades médicas. Os alunos acompanham a rotina de médicos e realizam procedimentos básicos. Ao final, eles devem saber como interpretar exames, identificar patologias e tomar decisões.

Visando uma formação mais ampla e direcionada à prática profissional, muitas instituições de ensino estão migrando para a Aprendizagem Baseada em Problemas (Problem-Based Learning - PBL) e a Aprendizagem Baseada em Times (Team-Based Learning - TBL)

Neste modelo de ensino, o aluno se torna protagonista de seu próprio processo de aprendizagem e os professores assumem o papel de orientadores. Em sala de aula, são discutidos casos reais e apresentadas situações comuns ao dia a dia dos profissionais de medicina para que os estudantes possam resolvê-los com a devida orientação.

A vantagem desses métodos é que o estudante conclui o curso de Medicina mais preparado para as situações reais de sua profissão, sentindo-se mais seguro ao tomar decisões que afetam a saúde e a vida das pessoas.

E depois da graduação?

Ao final do curso, o profissional já pode atuar como médico, já que é um bacharel formado, mas, ainda há muito chão pela frente. O profissional pode realizar residência médica em determinada área, como ortopedia ou cardiologia, tornando-se um especialista.

Atualização constante é uma característica que deve ser valorizada na carreira, já que a Medicina avança a passos largos e a tecnologia contribui para o desenvolvimento de novos tratamentos, mais eficazes.

Depois disso, apostamos que você entendeu tudo sobre a faculdade de Medicina! Este artigo lhe ajudou? Aproveite e faça o download do e-book Gabaritando o Enem. Ele vai te ajudar a entrar na faculdade de Medicina!

Nova call to action

Mais Posts